[EBS] Acessando o Oracle EBS no Chrome

[EBS] Acessando o Oracle EBS no Chrome

  O Chrome sem dúvida é um dos melhores (se não o melhor) navegadores existentes atualmente. É muito rápido, personalizável e recebe melhorias frequentemente. O fato dele receber tantas melhorias tem um lado negativo. Isso faz com que a compatibilidade com alguns serviços de terceiros seja instável, como o próprio EBS. Para que seja garantido que um navegador funcione “perfeitamente” com o EBS, este navegador precisa ser certificado pela Oracle, e o Chrome não é. A Oracle até tem planos para fazê-lo (veja aqui), mas Continue lendo

[EBS] Descobrindo a query de uma tela web

[EBS] Descobrindo a query de uma tela web

Quando precisamos descobrir a query ou um campo e/ou tabela de um form é muito fácil, basta acessar: Diagnósticos > Examinar do menu Ajuda. Ou se quiser descobrir a última query específica de um bloco de um form, eu mostro como fazer nesse vídeo aqui. Mas com as telas Web/OAF a coisa ficou um pouco mais complicada, mas não impossível. Primeiramente, precisamos habilitar algumas profiles (Nível Local ou Usuário, analise a melhor opção). Colocarei em português / inglês para facilitar: Personalizar Defin. do Self-Service / Personalize Self-Service Defn = Continue lendo

[EBS] Facilitando a procura da execução de concurrents

[EBS] Facilitando a procura da execução de concurrents

Mais uma dica rápida para facilitar a nossa vida no Oracle EBS. Muitas vezes precisamos procurar pela execução de concurrents para analisar suas saídas e/ou logs. O problema é que muitos concurrents têm o nome parecido e o campo que mostra o nome é muito pequeno: Assim temos que navegar até o campo nome e olhar a descrição completa, um a um. (Falando em Form de concurrent, já viu as melhorias que a Oracle fez nele?) Quando se sabe o nome exato do concurrent, é Continue lendo

Visualizando a saída de concurrents de outros usuários

Visualizando a saída de concurrents de outros usuários

Quando estamos em projeto, algumas vezes precisamos analisar a saída de concurrents que foram executados por outras pessoas, por exemplo: Quando um consultor está testando uma customização e precisa mostrar a saída para o desenvolvedor Quando um usuário percebe um erro em determinado concurrent e precisa mostrar para o consultor O jeito mais comum é solicitar ao executor que salve a saída em um arquivo e envie para o responsável, mas muitas vezes não é a maneira mais eficaz: O executor pode demorar para enviar, Continue lendo